Uber

Dados de 57 milhões de utilizadores da Uber foram roubados

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

A informação que só agora foi revelada ao publico e confirmada pelo próprio CEO da Uber, Dara Khosrowshahi, remonta a 2016. Para tentar minimizar o problema foi demitido o “Chief Security Officer” e outro elemento da sua equipa.

Segundo informações divulgadas os dados roubados incluíam nomes, endereços de e-mail e números de telefone de 50 milhões de clientes, assim como o número da carta de condução de 7 milhões de motoristas em todo o mundo.

Na altura do ataque a Uber estava a ser investigada sobre questões de privacidade e isso terá sido uma das razões pelas quais os responsáveis decidiram ocultar o caso e efetuar um pagamento de 100 mil dólares aos hackers para que os dados roubados fossem eliminados de forma permanente, evitando assim problemas maiores para a empresa.

Parceiros TI

ESET

MICROSOFT

HP

AMEN


Redes Sociais

Este website utiliza cookies que asseguram funcionalidades para uma melhor navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a utilização de cookies e com os Termos & Condições .